Proteja o Clima

Hoje eu quero falar para todos aqueles que são líderes. No trabalho, em casa, entre os amigos, todos aqueles que, de uma maneira ou de outra, exercem algum tipo de influência.

Um dos grandes problemas que encontro nas empresas onde dou treinamentos é o clima emocional. Quando tratamos de clima, a situação é simples: clima bom, todo mundo feliz; clima ruim, todo mundo infeliz!

Na empresa ou em qualquer outro ambiente é a mesma coisa, quando o sol brilha, ficamos animados e bem dispostos, produzimos mais, mas quando surgem as nuvens e tempestades, queremos nos esconder debaixo do cobertor.

A responsabilidade do líder é cultivar um clima bom. Cuidar para que o clima emocional daquele grupo seja favorável e que esteja protegido das interferências que podem tentar comprometê-lo.

Precisamos identificar fatores contrários, na maioria das vezes, pessoas, que tentam trazer aquelas nuvens escuras de fofocas, dissoluções e conflitos, e impedir que afetem o nosso clima. Não é tarefa fácil, mas é fundamental.

Se queremos ter relacionamentos saudáveis e produtivos, seja em casa, na empresa, no clube ou em qualquer outro lugar, precisamos cuidar do clima emocional que nos envolve. Então, preste atenção nos ambientes de sua influência e avalie se há algo que você pode ou precisa fazer para que o sol brilhe mais ali. Faça essa experiência. Você só tem a ganhar!

Deixe sua opinião no blog!

Boa Jornada!

Adquira meu livro Superação através do site http://www.elytorresin.com.br/superacao/

 

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=muYH6zoDq7g&w=560&h=315]

Convicção

Hoje eu gostaria de falar a respeito de um dos atributos que, quando ausente, mais nos impede de alcançar o sucesso. A convicção.

Uma pessoa sem convicção está à mercê das circunstâncias. Ela torna-se fraca, sem opinião, e acaba simplesmente seguindo a multidão.

Quem não sabe o que é mais importante e como quer ou deve viver, terá seu caminho determinado pelas outras pessoas.

Ter convicção, por outro lado, nos ajuda a sermos diligentes e continuarmos a crescer. Afinal, ninguém continua numa tarefa difícil ou ingrata sem ter a convicção de que há uma boa razão para isso. De que vale a pena!

Saber o que fazer, porque fazer e, até mesmo, como fazer, não terá resultados se você não tiver a convicção de realmente fazer.

As pessoas que mais impactaram o mundo, seja para o bem ou para o mal, foram aquelas com a mais profunda convicção. Elas não eram, necessariamente, as mais inteligentes, mais ricas ou mais educadas, mas suas convicções as levaram a mudar o mundo.

Seja qual for o seu projeto ou desafio, avalie se você tem a convicção necessária para leva-lo até o fim. Se não tiver, procure desenvolvê-la. Estude o projeto mais profundamente, reveja todos os cenários, converse com quem já chegou lá, enfim, faça o que for preciso para ter certeza de que o caminho é este. Se, ainda assim, não estiver convicto, é melhor aguardar até quando você estiver certo de que tem os recursos necessários e que vale a pena pagar o seu preço.

Adquira meu livro Superação através do site http://www.elytorresin.com.br/superacao/

Ouvir o programa:

Mentalidade – Parte 2

No programa anterior eu comentei a respeito dos dois tipos de mentalidades que a maioria das pessoas têm: de Fartura ou Escassez. Quem pensa com fartura, é positivo, otimista e mais feliz. Quem pensa com escassez, teme perder o que tem, é pessimista e consequentemente sofre mais. Além de afugentar as oportunidades.

Na verdade todos nós temos um pouco das duas características, mas é evidente que a mentalidade de fartura nos traz resultados muito melhores. Por isso, hoje vou sugerir algumas atitudes para desenvolvermos esta mentalidade.

A primeira atitude é:  Questione-se sempre! Procure avaliar qual é a sua mentalidade em cada situação. Você reage com Fartura ou Escassez? Você acredita que há o bastante ou tem a necessidade de “garantir o seu”? Entender o seu comportamento é o primeiro passo para uma mudança. Então, avalie-se!

Segunda atitude: Pratique a gratidão! Foque naquilo que você tem e elimine a murmuração. Não deixe de sonhar com mais e melhor, mas não permita que esse sonho se torne um impedimento para o seu contentamento. Ser agradecido é chave para alcançarmos mais. Pergunte-se: “qual foi a melhor coisa que aconteceu hoje?”

Terceira atitude: seja generoso! Compartilhe do que você tem. Do seu conhecimento aos bens materiais, amplie sua influência permitindo que seus recursos sirvam às pessoas. Ao fazer isso, seus bens tornam-se muito mais valiosos.

Invista nestas 3 atitudes. Pensar com fartura lhe dará maior prazer e melhores resultados em tudo o que você fizer, atrairá pessoas igualmente positivas e abrirá mais portas para o seu sucesso.