Mentalidade – Parte 1

Hoje eu gostaria de falar a respeito de dois padrões de pensamento, ou mentalidades, que a maioria das pessoas apresenta. O sábio Salomão afirma que “como um homem se imagina em seu coração, assim ele é”. Ou seja, você é aquilo que pensa! A sua maneira de pensar dirige suas ações que geram resultados e consequências. Mudando sua mentalidade, você muda os seus resultados e sua vida como um todo.

O primeiro tipo de mentalidade eu vou chamar de “FARTURA”. Pessoas que pensam com fartura, tratam os outros com cordialidade, sorriem e estão sempre satisfeitas. Não têm tudo o que desejam, mas amam o que têm.

Sua atitude positiva e otimista atrai os outros e por isso têm mais oportunidades e chances de alcançar o sucesso. Elas confiam e são confiáveis e não se abalam com qualquer problema. É agradável ficar perto delas.

O segundo tipo é o oposto. São as pessoas com mentalidade de “ESCASSEZ”. Temem que nunca terão o bastante, não compartilham e suspeitam de todos. Sempre vêm o lado vazio do copo. Sua atitude negativa afasta as pessoas e junto com elas as oportunidades. Normalmente andam em grupos onde encontram ressonância para suas reclamações. Ficar perto delas é exaustivo.

Agora, a pergunta que não quer calar é: “que tipo de mentalidade você tem?” De escassez ou de fartura?

A boa notícia é que podemos desenvolver a mentalidade da FARTURA, mas este é assunto do programa de amanhã.

Um abraço e até lá!

Quando Menos é Mais – Parte 5

Quando Menos é Mais – Parte 5

Estamos na série “quando menos é mais”, conversando sobre como viver melhor com menos. Se você não leu os posts anteriores, leia-os. Eles podem te ajudar.

A sugestão que quero dar hoje pode parecer contraditória com algo que eu já disse antes. Nos cursos e seminários que eu ministro em empresas e instituições, eu sempre reforço a necessidade de termos alvos bem estabelecidos. Sem eles, não vamos a lugar algum. Um alvo é como um destino de uma viagem. A partir dele você escolhe o caminho e avalia quais recursos necessita para alcança-lo.

Entretanto, às vezes as pessoas tem alvos demais. Exageram em suas listas de objetivos e acabam sobrecarregadas, sem saber pra que lado ir primeiro. Quando isso acontece, a frustração é quase certa.

Minha sugestão é que você reduza o número de alvos a dois ou três por vez. Pode parecer contra-produtivo, mas não é. Você faz menos mas com mais foco e qualidade, e alcança um resultado melhor em menos tempo. E pesquisas comprovam que, quando fazemos isso, temos muito mais chances de sucesso.

Então escolha seus objetivos principais para esse momento e invista neles. Ao alcança-los, repita o processo e assim sucessivamente. Fazendo isso, você colherá sucesso após sucesso e será muito melhor.

Deixe sua opinião aqui.

Adquira meu livro Superação através do site http://www.elytorresin.com.br/superacao/

Quando Menos é Mais – Parte 4

Quando Menos é Mais – Parte 4

Estamos na série “quando menos é mais”, conversando sobre como viver melhor com menos. Se você não leu os posts anteriores, leia-os. Tenho certeza que irão te ajudar.

Há pessoas que se orgulham de estar sempre ocupadas e de fazer várias coisas ao mesmo tempo. Mas não deveriam. Estar ocupado não significa estar fazendo algo importante. E esse hábito aumenta seu estresse e diminui sua produtividade e a qualidade de seu trabalho.

Por isso a sugestão de hoje é fazer menos.

Faça uma tarefa por vez, mas da melhor maneira possível e usufrua do prazer de ver algo bem concluído.

Para alguns isso talvez seja impossível. Talvez você esteja refém de uma agenda sobrecarregada e seja obrigado a ser sempre multitarefa. Se este é o seu caso, minha sugestão é a avaliação de sua agenda: Aprenda a falar não para aqueles compromissos que você pode evitar. Seja criterioso ao aceitar convites ou atender pedidos, sempre lembrando que seu tempo e energia são limitados.

Separe um tempo para descansar e priorize sua saúde e sua família! Provavelmente eles são o motivo principal de você se ocupar tanto. Mas não adianta você fazer isso e no processo se tornar ausente ou até perder a sua saúde.

Busque esse equilíbrio e usufrua de tudo que a vida pode lhe oferecer.

Deixe sua opinião aqui.

Adquira meu livro Superação através do site http://www.elytorresin.com.br/superacao/

Quando Menos é Mais – Parte 3

Quando Menos é Mais – Parte 3

Estamos na série “Quando menos é mais”, vendo maneiras de viver melhor com menos.

A sugestão de hoje é: seja menos virtual. Nós gastamos muito tempo em frente a TV e outras telinhas. O mundo virtual tem se tornado cada vez mais atraente, e muitas pessoas estão se tornando prisioneiras de redes sociais, jogos e outros recursos digitais.

Eu também gosto de todas essas coisas, mas elas precisam ter o seu lugar e um limite.

Desligue um pouco  a TV e seus outros equipamentos e redescubra o prazer de uma boa conversa cara a cara, ou da leitura de um bom livro. Vá tomar sol, caminhar, rever alguns velhos amigos… pegue a sua agenda e revise nome por nome, avaliando quando foi a última vez que você se encontrou com cada um de seus amigos “reais”, e não os virtuais. Eu te garanto que você vai ficar surpreso!

Há um mundo de possibilidades além das telas digitais. Descubra esse mundo decidindo desliga-las por algum tempo.

Deixe sua opinião no blog.

Adquira meu livro Superação através do site http://www.elytorresin.com.br/superacao/

Quando Menos é Mais – Parte 2

Quando Menos é Mais – Parte 2

Nós estamos na série “quando menos é mais”, falando sobre decisões que podem te ajudar a viver melhor.

A sugestão de hoje pode soar um pouco indelicada, mas não é. Alguma vez você ouviu a sua mãe ou sua avó dizer “em boca fechada não entra mosquito”?

Ela tinha razão. Minha sugestão é: Fale menos!

Nós gastamos muito tempo e energia falando e argumentando. Tentando convencer as pessoas do que sabemos e que temos a razão. Algumas pessoas, quanto mais falam, mas se expõem e acabam se comprometendo. Mantenha seu discurso simples e honesto. Seja intencional e não prometa o que não pode cumprir. É melhor você negar um favor educadamente, do que depois deixar alguém na mão.

Reflita antes de responder ou reagir ao que você ouve. Pergunte mais. Ouça mais. E fale menos.

Resista a tentação de ter uma resposta para tudo e deixe os outros falarem.

As pessoas irão ver você como alguém interessado e honesto. E com o tempo, saberão que sua palavra tem valor, pois você sempre a cumpre. Dessa forma, você vai viver melhor e com muito menos problemas.

Deixe sua opinião.

Adquira meu livro Superação através do site http://www.elytorresin.com.br/superacao/

Quando Menos é Mais – Parte 1

Quando Menos é Mais – Parte 1

Todos nós queremos ter uma vida melhor. De fato, as pessoas estão cada vez mais ocupadas buscando ganhar mais para poder ter mais e, supostamente, serem mais felizes. Mas nessa busca, muitas vezes, acabam ainda mais ocupadas e estressadas.

Por isso, há situações em que menos se torna mais. E eu creio que, com a revisão de alguns hábitos muito simples, nós podemos alcançar mais qualidade de vida, começando hoje.

Minha primeira sugestão é, provavelmente, a mais difícil! Rever, ou até fazer, o seu orçamento. Pesquisas mostram que 60% das pessoas estão endividadas e 18%, inadimplentes. Se você é refém das suas finanças, decida mudar isso. Faça o que for preciso para sair dessa prisão. Se necessário, sacrifique o luxo ou o status, mas encontre a liberdade de viver com o que você ganha. É melhor ter menos, mas dormir tranquilo!

Se esse não é um problema para você, parabéns pela sua disciplina e autocontrole! Mas aproveite para avaliar como você tem investido os seus recursos. Qual é o impacto que eles trarão em sua vida e na daqueles que estão perto de você? Aprenda a investir com sabedoria, e maximize os seus resultados. Mas eu falarei mais sobre isso num outro post. Não deixe de ler.

Enquanto isso, deixe sua opinião no blog.

Adquira meu livro Superação através do site http://www.elytorresin.com.br/superacao/