Eu tenho um amigo que é piloto agrícola, uma das mais perigosas áreas da aviação civil. Como sou fascinado pela aviação e por tudo que voa, gosto muito de conversar a respeito do assunto.

Ao me falar sobre sua rotina, me explicou que antes de fazer uma pulverização, sempre confere item por item de uma longa lista de segurança, certificando-se que tudo está em ordem.

Perguntei-lhe se após tanto treinamento e tantos anos de experiência isso ainda era mesmo necessário. Ele me respondeu: “não, a não ser que eu queira continuar vivo…” e completou “se eu deixar de conferir tudo isso, coloco a minha vida e a vida das pessoas lá embaixo em risco”. “Em minha área a arrogância é uma causa mortis muito comum…”

Concordo com ele e vou além. De fato, a arrogância é o algoz de muita gente. Talvez não a ponto de morrerem fisicamente, mas por causa dela, matam relacionamentos, sonhos, projetos e muita coisa boa.

Ao contrário daquele piloto, pessoas com excesso de autoconfiança não conferem se seus recursos estão em ordem ou são o bastante, e, por não entenderem que precisam dos outros, abrem mão da sabedoria que poderiam receber através de seus relacionamentos. Acabam se auto sabotando e, no processo, muitas vezes, machucam aqueles que estão mais próximos.

Autoconfiança é muito importante. Sem ela não conseguimos crescer. Mas o seu excesso é igualmente prejudicial.

Avalie onde você se encontra. Se sua tendência natural é achar que não precisa de ajuda ou de ninguém, é melhor você parar para rever seus conceitos. Talvez você também precise adotar uma lista de checagem para sua vida.

Adquira meu livro Superação através do site http://www.elytorresin.com.br/superacao/