“what you do in dark, you do in the park” é um ditado em inglês que afirma que aquilo que fazemos em particular, fatalmente, faremos em público.

Indo além dos pequenos atos embaraçosos, significa que todos nós eventualmente acabamos expondo o que pensamos, como reagimos, enfim, como somos. Mesmo que não desejemos essa exposição.

Ou seja, você não consegue esconder quem você realmente é por muito tempo. Mas o que fazer então?

Eu creio que o primeiro passo é assumir como você realmente é e pensa. Seja honesto a respeito das suas convicções e preferências e até mesmo do seu comportamento. Você até pedir ajuda para um amigo mais chegado, que te dê um feedback honesto.

O segundo passo é você identificar as áreas que você reconhece que não são ideais, seja no campo das ideias ou do comportamento. Então decida trabalhar nelas.

Busque ajuda para o que for mais difícil, quem sabe um mentor ou alguém com quem possa se aconselhar, mas enfrente cada área de dificuldade, porque certamente ela é um impedimento para o seu crescimento.

De qualquer maneira, não vale a pena tentar viver algo que você na verdade não é. Mais cedo ou mais tarde as pessoas vão conhecer o seu verdadeiro eu. Então é melhor assumi-lo agora. Atenha-se ao que for bom e trabalhe naquilo que não for. Eu tenho certeza que esse exercício ira alavancar seus relacionamentos, seus projetos e sua vida como um todo.

Comente o assunto, sua contribuição é muito importante.