Numa de minhas viagens ao exterior, trouxe de lá uma pequena máquina de café expresso. Ao contrário de uma cafeteira, que faz quase tudo de forma automática, essa máquina exige bastante atenção e esforço e só dá bons resultados se você cumprir todo o ritual que ela demanda.

Uma cafeteira elétrica é muito mais prática e rápida. Basta colocar água e o pó, e pronto!

Mas quando você experimenta o café, a diferença é notável. Aquele café que demanda mais esforço e tempo, é também muito mais intenso e saboroso.

O problema é que vivemos a era do imediato, onde queremos tudo o mais rápido possível. Não gostamos de esperar e acabamos apressando situações que, por natureza, demorariam um pouco mais. Com isso comprometemos nossos resultados e abrimos mão de algo mais intenso e saboroso. Nos relacionamentos, principalmente, acabamos vivendo num nível de superficialidade semelhante a um cafezinho “água de batata”, que ninguém gosta.

Um relacionamento profundo, que nos demanda mais tempo e investimento, será muito mais intenso e saboroso, mas para alcança-lo, precisamos reconhecer suas demandas e estar dispostos a investir.

Então vamos tirar nossos relacionamentos do modo “automático” e investir neles. Ao fazermos isso, receberemos de volta todo sabor e intensidade que desejamos.

Adquira meu livro Superação através do site http://www.elytorresin.com.br/superacao/