Num programa recente, comentei a respeito da Lei da Fazenda, que nos impõe os frutos daquilo que plantamos. Na ocasião afirmei que precisamos plantar o que é bom, para podermos colher os melhores frutos.

Mas se você algum dia plantou algo, sabe que não é só isso. Além de lançarmos a semente correta, precisamos preparar a terra, regar e cuidar daquela plantinha que irá nascer e crescer. Toda esta dedicação permitirá que, meses mais tarde, ela possa produzir.

Na nossa vida é a mesma dinâmica. Além de lançarmos uma boa semente, precisamos nos certificar que temos o ambiente e os recursos necessários para o crescimento e o desenvolvimento dos nossos sonhos e projetos, até que comecem a produzir, e se tornem frutíferos.

Às vezes, isso demora. Podem se passar meses ou anos até que tenhamos algum resultado dessa dedicação e investimento e isso muitas vezes leva as pessoas a desistirem.

Talvez você esteja a ponto de lançar uma nova semente. Talvez já tenha feito isso, mas esteja desanimado pela demora da colheita. Talvez você esteja colhendo os frutos de um cultivo bem feito. Talvez o contrário.

O fato é que, independente de onde estivermos, todos nós precisamos estar atentos àquilo que estamos cultivando, porque sempre iremos colher algo, seja bom ou ruim. Essa é a lei da fazenda e ninguém consegue evita-la.

Então, no que me diz respeito, eu prefiro investir para colher o que há de melhor. E você?