Há uma piada que eu gosto muito nem tanto pelo seu humor, mas pela importante mensagem que ela comunica. O senhor idoso faz um retorno ao médico para a avaliação de seu novo aparelho auditivo. O Dr. lhe pergunta como está sendo a experiência, se sua família está gostando? Ao que o idoso responde: minha família ainda não sabe do aparelho, e por isso já mudei meu testamento três vezes…

Apesar de cômica essa pequena história tem pontos interessantes. O primeiro é o benefício de ouvir bem. Ao ouvir mais, aquele senhor consegue avaliar melhor os fatos e até mesmo as pessoas, ou seja, quando não paramos para ouvir, abrimos mão de um conhecimento mais profundo que pode nos ajudar a tomar melhores decisões.

O segundo ponto, é a consequência de se falar demais. Aquela família imaginária perde ao se expor excessivamente, na convicção de que não estão sendo ouvidos. Muitas vezes as pessoas falam mais do que deveriam, nessa mesma crença de que ninguém está prestando atenção.

Para mim, a solução para as duas situações é a mesma. Precisamos ouvir mais e falar menos. Devemos prestar mais atenção nas pessoas e medir nossas palavras. Assim, elas poderão ser como um bom perfume, que com qualidade e utilizado em pequenas quantidades, traz um resultado muito bom e faz um bem tremendo a todos.

Adquira meu livro Superação através do site http://www.elytorresin.com.br/superacao/