Acompanhando as notícias a respeito das enchentes no sul do Brasil alguns meses atrás, fiquei pensando como o mesmo rio que nos oferece tantas coisas boas como: água, alimento, transporte, lazer, energia, pode também causar tanta destruição e dor.

O que o faz mudar tão drasticamente? É simples, você pode dizer… é o excesso de água. Quando os limites da margem são transpostos, o rio se torna destruidor.

Creio que nas nossas vidas não é diferente. Todos nós temos o potencial de um rio. Quando canalizamos nossas energias numa só direção e determinamos margens de segurança e respeitamos seus limites, obtemos e oferecemos o nosso melhor. Mas, se pelo contrário, não buscamos seguir uma direção certa e não respeitamos limites profissionais, morais e éticos, conseguimos alcançar poucos resultados, e no processo, podemos causar grandes estragos.

A pergunta então é “qual é a direção que você quer seguir? E quais serão as margens ou limites deste caminho? Essa é uma pergunta que só você pode responder. Mas vale a pena investir em descobrir a resposta, porque sabendo para onde você quer ir e os limites que deve respeitar, sua vida se tornará muito mais produtiva, já que os seus esforços e sua energia estarão canalizados numa mesma direção e ao colidir com um daqueles limites que você mesmo estabeleceu, você saberá que é hora de corrigir seu curso.

Deixe sua opinião no blog…

Boa Jornada!

Adquira meu livro Superação através do site http://www.elytorresin.com.br/superacao/