Em uma viagem recente, vi algo inusitado. Pessoas fazendo fila para comprarem numa loja de luxo, extremamente cara. Não me entendam mal, eu também gosto de coisas boas e invisto em algumas delas, mas fazer fila para comprar um bolsa de milhares de dólares, para mim é um pouco demais.

Fiquei pensando: por que as pessoas fazem isso? Conclui que talvez elas não estejam apenas comprando um acessório, mas fazendo uma afirmação a respeito de suas identidades, de quem são e do que podem fazer, a que grupo pertencem.

Todos nós fazemos isso em maior ou menor grau. Desde o carro que dirigimos, nossa bebida preferida, ou os restaurantes que frequentamos, usamos todas essas marcas como acessórios de nossa própria identidade, e isso é normal.

O problema é quando essas coisas superficiais encobrem quem você realmente é, sua verdadeira identidade, sua verdadeira marca. Isso é sério, porque a marca que você deixa é mais importante do que as marcas que você usa.

Precisamos olhar para os frutos dos nossos relacionamentos e avaliar se a nossa marca pessoal é de boa qualidade. Você ama, inspira, instrui, apoia? Quando estão com você, as pessoas crescem? Ficam melhores?

Que a sua marca pessoal possa estar sempre entre as melhores, e que, assim, as pessoas também façam fila para estar com você.

Boa jornada!

Adquira meu livro Superação através do site http://www.elytorresin.com.br/superacao/

 

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=sX1kCtlhIVM&w=560&h=315]