O comentário de hoje eu quero dedicar à poetisa norte americana Erma Bombeck. Seu poema “se eu pudesse viver minha vida novamente” me leva a uma reflexão a respeito de como vivo os meus dias. Espero que faça o mesmo por você.

“Se eu pudesse viver minha vida novamente, eu iria falar menos e ouvir mais. Iria convidar os amigos para jantar apesar do carpete sujo e do sofá desbotado. Eu iria comer mais pipoca na sala de estar e me preocuparia muito menos com a sujeira. Eu dedicaria tempo para ouvir meu avô contar suas histórias e nunca mais insistiria em fechar os vidros do carro para não bagunçar o meu penteado. Eu acenderia aquela vela em formato de rosa antes que ela derretesse guardada na despensa. Eu sentaria na grama com os meus filhos, sem me preocupar em manchar a roupa. Eu choraria e riria menos ao ver TV, e mais ao observar minha própria vida. Eu compartilharia mais das responsabilidades do meu marido e me deitaria quando não me sentisse bem, desistindo de achar que o mundo iria parar de girar se eu não fosse trabalhar. Eu não compraria nada apenas pelo preço ou por ser prático. Ao invés de desejar que os nove meses passassem rápido, eu iria curti-los em cada momento, sabendo que alguém maravilhoso estava crescendo dentro de mim e que esta era minha única chance de auxiliar a Deus em um milagre. Quando meus filhos me beijassem impetuosamente, eu jamais diria “agora não”… haveria mais “eu te amo”, e mais “me perdoe…” mas, mais do que tudo, se eu pudesse viver minha vida novamente, eu aproveitaria cada minuto… olharia para ela e realmente a veria. A viveria e nunca a abandonaria.”